Em novo programa de aceleração de startups Nestlé investirá R$ 1 milhão

Em novo programa de aceleração de startups Nestlé investirá R$ 1 milhão

A Nestlé Health Science, divisão de saúde da Nestlé, em parceria com a Startse e a Innoscience, lançaram o programa de aceleração de startups Nestlé Beyond Food. O programa busca investir R$ 1 milhão em até três startups brasileiras com soluções inovadoras para a área da saúde. Interessados devem se inscrever até o dia 25 de outubro pelo site.

Como informa a empresa, na primeira etapa do programa, serão selecionadas 15 empresas para reuniões com executivos da companhia. Após as reuniões, os executivos devem selecionar cinco startups para a apresentação de pitch em dezembro deste ano. Após o “pitch day”, três startups serão selecionadas para dividir o aporte de R$ 1 milhão, sendo R$ 500 mil para a primeira colocada, a R$ 300 mil para a segunda e R$ 200 mil para a terceira.

A empresa busca startups que ofereçam soluções para atender às necessidades de consumidores, clientes e áreas internas da empresa. O programa cobre quatro áreas diferentes: execução do negócio, outpatients, produtos e e-Health.

Execução do negócio

Na categoria execução de negócio, a empresa busca soluções que melhorem a identificação dos produtos, conversão de vendas no e-commerce, soluções para o gerenciamento de estoque e distribuição e em eficiência logística. Além de buscarem soluções em pricing, especialmente para o aumento ou declínio de preços em resposta ao ajuste de preços dos concorrentes.

Outpatients

Na área de Outpatients, o objetivo é encontrar soluções em robótica que apoiem cuidadores e familiares durante a jornada de tratamento e nutrição de pacientes não hospitalizados. As startups podem apresentar soluções, por exemplo, de IoT que auxiliem no tracking de melhora na condição nutricional de pacientes, detectando inclusive risco ou grau de desnutrição. Aqui também podem ser sugeridas ferramentas de Food Recognition, que ajudem consumidores a identificar informações nutricionais dos alimentos que irão ingerir.

Produtos

A unidade busca soluções para a personalização em produtos, por meio de tecnologias para impressão de alimentos e outras soluções nutricionais em 3D ou 4D. Além disso, procura inovações focadas em Health Aging e Gut Health, já que muitas soluções nutricionais estão sendo lançadas em distintos sabores ou formatos para atender à demanda por saúde em envelhecimento populacional e cuidados com o intestino.

e-Health

Já na área de eHealth, as startups também podem inscrever tecnologias que possibilitem pré-diagnósticos clínicos com foco em prevenção e/ou na avaliação da condição nutricional ou clínica de pacientes e consumidores. São procuradas soluções como biometria com o uso de wearables e gadgets, por exemplo, além de realidade aumentada, virtual ou mista para fins educacionais, engajando o paciente no seu tratamento nutricional. Aqui também entram soluções para testes laboratoriais sob demanda – como DNA, Vitamina D e Glicose – para identificar as necessidades do consumidor

Fonte: ITMÍDIA